A MOSTRA OFICIAL FIDS

Artistas com espetáculos de extrema sofisticação e maturação

 

A Mostra Oficial FIDS recebe artistas convidados diretamente por Denise Stoklos para compor uma programação que contempla espetáculos criados com base na autoria, na experimentação, na potência de provocação e na pesquisa por novas linguagens.

 

Dentre os artistas estão: Denise Stoklos (Paraná), Júlio Adrião (Rio de Janeiro), Ederson Miranda (São Paulo), Diego Starosta (Buenos Aires) e Daniela Biancardi (São Paulo). Todos os artistas possuem uma formação extremamente sofisticada, com experiências nacionais e internacionais, além de terem espetáculos consolidados por trajetórias de mais de dez anos de palco.

 

Assim como ocorre no Teatro Essencial, Denise Stoklos desenvolve os seus espetáculos com muitas apresentações e circulações por diferentes tipos de público. São os anos, as apresentações, os muitos espectadores e todas essas experiências que proporcionam uma real possibilidade de encontro, de fricção, de comunicação aprofundada entre artistas e espectadores.

 

Os artistas aqui inseridos na programação possuem experiência profissional alinhada com formação e propostas conceitualmente inovadoras em suas respectivas áreas de atuação. O público certamente terá contato com um repertório mais do que consolidado por propostas que alinham arte, reflexão e crítica.

 

Espetáculos que transitam por temas, como: história, comédia, cultura, sociedade, conhecimento, metateatro, mitologia, dentre muitos outros. Entre todos eles se encontram pontos em comum, como a vontade de mobilizar os espectadores a se confrontarem com suas próprias questões de vida. O teatro se torna assim um espelho do mundo, possibilitando que os espectadores sejam convocados a ir em direção às suas questões mais urgentes e essenciais.


27|NOV TEATRO PARA CRIANÇAS


? 27-11-2018
? Teatro | Denise Stoklos
? Auditório Denise Stoklos (UNICENTRO-BR 153, km 7 – Prédio Principal – 1º Piso)
⌚ 19h00 | 60 min.
➡ _ingressos gratuitos: https://goo.gl/FQHapZ
➡ _classificação: Livre


• Escrito e interpretado por Denise Stoklos.
• A atriz adentra o território cênico infantil para ler seu texto sobre a história do próprio teatro. O espetáculo aborda a metáfora do palco como um espelho lúdico do ciclo da vida, permitindo que o público transite entre diversas camadas de realidade e ficção. Com músicas e cantigas de rodas, compostas pelo violinista e arranjador Ricardo Herz, o público será convidado a uma bela experiência de poesia cênica acerca da infância.

 

“Gênesis”, por Denise Stoklos
Em 28 de julho de 2007, estreei, no Rio, no OI FUTURO, a peça “TEATRO PARA CRIANÇAS”. Ricardo Hertz arranjou, a meu pedido, canções infantis brasileiras no violino (depois ele veio a lançar um CD com essas canções, adaptando o título da peça).
Na ocasião, a peça foi um grande sucesso, casas cheias, crianças e adultos curtindo muito. Um diretor da OI FUTURO foi assistir com o filho e disse que se eu tivesse feito antes uma peça para crianças não teria me apresentado em 33 países, mas em 66. De alguma maneira, fiquei com receio de continuar em cartaz com algo tão sutil, tão tênue, tão perigoso – tocar a sensibilidade de crianças é sempre muito perigoso, um ato de invasão, mesmo que com delicadeza.

Este Festival se estabelece com muitos objetivos, porém uma das minhas razões pessoais vem do fato de que criança, morando em Irati, eu não tinha um teatro para ir ver o que me encantava, me chamava.
Via dramaturgia no circo e nas comédias da Atlântida no cinema, no qual meu pai pintava cartazes dos filmes e projetava-os. E também em casa com a alta performatividade do talento natural de minha mãe. Isso me formou. E me trouxe as primeiras noções políticas da performance naqueles artistas mambembes, que não pertenciam a nenhuma classe no poder, então criticavam-nas integralmente de forma inesquecível e formando os que os viam, como eu. Mas nesta ocasião do FIDS, não tive como deixar de olhar para essa “criança de Irati” que eu fui, e as de hoje que ainda não têm um teatro propriamente. E dar-lhes atenção trazendo logo na abertura, marcando a importância dessa atividade educacional inerente aos aspectos culturais do FIDS, que envolvem também o conceito das “cidades criativas”.
Então, como ponto de honra, apresentamos logo na estreia a leitura de uma peça de caráter didático que serve não só às crianças, mas aos pais, tratando de alguns aspectos da criação e dos sentidos do teatro através dos tempos. E, completando minha saga de me encontrar com aquela criança de Irati que fui, no dia seguinte ofereço uma oficina para crianças de minha cidade, dos 7 aos 10 anos. Período em que mais senti falta de desenvolver meu chamamento teatral, salva que fui por pais que me valorizavam no exercício desta busca, fosse na minha expansão em caretas, em imitações e mesmo na elaboração de um espaço cênico nos armazéns da casa do Andrezinho, com Tico e Carlinhos e Miguel e Gerson e Virgilinho e meu irmão João Luiz me ajudando no trapézio, no picadeiro e nos números dramáticos. Vendemos bilhetes para que nos assistissem, pelo comércio da Rua Munhoz, sempre generoso.
Depois da apresentação, com a arrecadação, compramos saquinhos de doces e biscoitos para o Asilo, assinando-os com o nosso então recém-fundado “Clube das Boas Ações”. Portanto, vejam que, ao fazer teatral, pode haver até efeitos suplementares, além do divino momento de talentos encontrando suas razões de ser.


⚠ _aviso: Os ingressos também serão disponibilizados na Rua da Cidadania de Irati, a partir do dia 27/11, das 09h00 às 19h00.
Sujeito a lotação do auditório.


28|NOV A DESCOBERTA DAS AMÉRICAS


? 28-11-2018
? Teatro | Julio Adrião
? Auditório Denise Stoklos (UNICENTRO-BR 153, km 7 – Prédio Principal – 1º Piso)
⌚ 20h00 | 60 min.
➡ _ingressos gratuitos: https://goo.gl/CNFAHh
_classificação: 14 anos


Texto de Dario Fo e interpretado por Júlio Adrião.
Desde sua estreia, em 2005, com uma atuação intensa e despojada, Júlio Adrião narra com ironia uma outra versão de nossa história, que leva o público a uma inesperada reflexão a respeito do período inicial da colonização do “novo mundo”. Desde sua estreia, em 2005, o espetáculo já possibilitou encontros com diversos públicos, tendo se apresentado em festivais no Brasil e no exterior, temporadas em salas teatrais, circuitos universitários, cidades do interior e grandes centros cosmopolitas.


⚠ _aviso: Os ingressos também serão disponibilizados na Rua da Cidadania de Irati, a partir do dia 27/11, das 09h00 às 19h00.
Sujeito a lotação do auditório.


29|NOV DEUSES: DA ORIGEM DO UNIVERSO À ORIGEM DO TEATRO


? 29-11-2018
? Teatro | Ederson Miranda
? Auditório Denise Stoklos (UNICENTRO-BR 153, km 7 – Prédio Principal – 1º Piso)
⌚ 20h00 | 60 min.
➡ _ingressos gratuitos: https://goo.gl/woyRVd
➡ _classificação: 16 anos


Com Ederson Miranda.
O espetáculo é uma epopeia cômica que reflete a respeito do surgimento do universo, do homem, das primeiras civilizações e do teatro. Fala a respeito de homens e deuses, das civilizações antigas e seus reflexos atuais. Deus criou o homem e a Terra? O universo surgiu do Big Bang? Será que o homem de hoje é realmente mais evoluído do que o homem de milênios atrás? Em que aspecto regredimos? Em que evoluímos? Essas são algumas das questões propostas pelo ator Ederson Miranda em seu solo, que já possui mais de dez anos de trajetória e circulação nacional.


⚠ _aviso: Os ingressos também serão disponibilizados na Rua da Cidadania de Irati, a partir do dia 27/11, das 09h00 às 19h00.
Sujeito a lotação do auditório.


30|NOV INFORME PARA UMA ACADEMIA: UM ATO TEATRAL DE DIEGO STAROSTA


? 30-11-2018
? Teatro | Diego Starosta | Companhia El Muererío Teatro
? Auditório Denise Stoklos (UNICENTRO-BR 153, km 7 – Prédio Principal – 1º Piso)
⌚ 20h00 | 60 min.
➡ _ingressos gratuitos: https://goo.gl/X3K5Sa
_classificação: 16 anos


Baseado na história homônima de Franz Kafka e interpretado por Diego Starosta.
O espetáculo encena a história de um sujeito que, imerso em uma situação intensa de sobrevivência, deixa de ser um macaco para se tornar humano, após ser capturado em uma expedição de caça. A peça retrata a metáfora da luta interna dos seres humanos ao entrarem em contato com as noções de liberdade e necessidade como condições vitais. Interpretado e dirigido por Diego Starosta, o espetáculo premiado já foi apresentado em diversas cidades da Argentina e do exterior, tendo já acumulado mais de vinte anos de trajetória.


⚠ _aviso: Os ingressos também serão disponibilizados na Rua da Cidadania de Irati, a partir do dia 27/11, das 09h00 às 19h00.
Sujeito a lotação do auditório.


02|DEZ VIRGINIAS


? 02-12-2018
? Teatro | Daniela Biancardi
? Clube Polonês (Rua Cel. Grácia, 176 – Centro)
⌚ 18h00 | 50 min.
➡ _ingressos gratuitos: https://goo.gl/5crniy
➡ _classificação: 12 anos


• Escrito e interpretado por Daniela Biancardi.
O espetáculo se trata de um solo clownesco acerca do cerceamento feminino até os dias de hoje, contando a história de um bebê que é negado pelo rei até o seu primeiro instante de amor entre duas mulheres. Permeado por instantes de delírio, por vezes histérico e revolto, o espetáculo aborda o papel da mulher no mundo contemporâneo e seus direitos impedidos.


⚠ _aviso: Os ingressos também serão disponibilizados na Rua da Cidadania de Irati, a partir do dia 27/11, das 09h00 às 19h00.
Sujeito a lotação do auditório.


 

NESWLETTER FIDS

INSCREVA-SE AO LADO
PARA RECEBER NOTÍCIAS DO FIDS